Loading
English French German Spain Italian

O Evangelho Verdadeiro e o Soli Deo gloria



O evangelho genuíno produz na vida do seguidor de Cristo uma situação que eu chamo de confronto-debate, isto é, o cristão é confrontado pela Palavra de Deus a viver uma vida que glorifique a Deus em todo o tempo. Entretanto, essa é uma situação que a natureza caída que ainda reveste o homem regenerado, se recusa a aceitar. Temos então uma tensão que se instala no íntimo do crente, e que se intensifica através do debate metafísico entre a carne e o Espírito. O apóstolo Paulo como um crente regenerado vivenciou essa situação de confronto-debate (Rm 7).

O confrontamento e o debate fazem parte da vida cristã. Falando mais objetivamente, a vida cristã não é uma experiência de acomodação e conforto, pelo contrário, é mudança, é desconforto, é confronto, é debate. O crente vive para Deus e não para si mesmo. E é assim que ele é convidado a viver, é assim que ele é convidado a morrer! Sua vida deve ser vivida no sentido apenas de satisfazer a Deus e glorificá-lo. Essa é a pedra de tropeço do ‘evangelho’ moderno, infelizmente seus proponentes não entendem desse modo. Pois ensinam um evangelho centrado na satisfação do homem em detrimento à verdade de Deus, contrariando esta postura, o cristianismo bíblico tem ensinado que a vida do crente deve ser uma experiência constante de glorificação a Deus.
O soli deo gloria não é visto apenas como um axioma produzido pelo pensamento reformado, não, ele significa o estilo de vida dos crentes, onde cada ação, cada pensamento, cada componente da  sua vida  reflete sua comunhão, o seu amor e a sua obediência a Deus. Isso é o que significa o soli deo gloria!
  • TEOLOGIA REFORMADA...
  • TEXTOS EDIFICANTES