Loading
English French German Spain Italian

EDIFICAI-VOS RECIPROCAMENTE

Referência textual: 1Ts.5.11

A Figura de linguagem usada por Paulo para descrever a comunhão e a fraternidade cristã é tirada da paisagem urbana, mais especificamente da construção civil, da construção de uma casa, prédio e similares. O verbo grego que ele usa para a essa descrição é “ OIKODOMEÕ”, que literalmente significa, “CONSTRUIR UMA CASA”. No texto em questão sugere um evento coletivo: “RECIPROCAMENTE”. O apóstolo estava encorajando a comunhão e a fraternidade produtiva entre os crentes. 
O termo(edificai-vos) segundo Werner de Boor não se aplica a um indivíduo. Para ele, ninguém edifica a si mesmo. A edificação do crente reclama coletividade, interação e comunhão uns com os outros. A doutrina bíblica da igreja define-a como corpo de Cristo(1Co12.27), cujos membros são os crentes. Como membros deste corpo, devemos nos esforçar para contribuirmos na promoção do bem estar espiritual uns dos outros. A edificação se dá no corpo e não fora dele, e aqui está uma justificação à recomendação de aos Hebreus: “ NÃO DEIXEMOS DE CONGREGAR-NOS”(HEBREUS10.25). A interação entre os irmãos cria uma atmosfera de estímulos, confrontamentos e admoestações, que acaba por ser muito saudável. No contexto o crente  tem as condições necessárias para o seu perfeito desenvolvimento espiritual. Por isso o desigrejamento não tem como ser justificado biblicamente, pois colide com a fisiologia da igreja em que Cristo é o cabeça, e nós somos membros uns dos outros(Ef.5.23).

O ensino da igreja como corpo de Cristo surge em dois contextos distintos no Novo Testamento. O primeiro, quando Paulo trata do uso correto dos dons espirituais em Corinto(1Co.12. 1-31). O segundo, quando fala a respeito da submissão das mulheres aos seus maridos na carta aos  Efésios (Ef.5.22-23).Nos dois casos há falta de entendimento entre as partes. Em Corinto, alguns crentes sentiam superiores a outros irmãos, talvez pelo fato de possuírem algum dom. Em Éfeso ele recomenda às mulheres que obedeçam a seus maridos, como ao Senhor. Por qual razão nasce a figura do corpo de Cristo nos dois casos? Pela razão muito simples, os crentes em Corinto e os cônjuges em Éfeso, precisavam se reconhecerem pertencentes uns dos outros.  A figura do corpo tinha como objetivo estimular ao companheirismo e a cooperação. Assim como no corpo, os membros cooperam para o seu bom funcionamento, os crentes  também devem cooperar para o bem- estar espiritual, uns dos outros. 
  • TEOLOGIA REFORMADA...
  • TEXTOS EDIFICANTES